top of page

Automedicação e os seus riscos.


Mesmo com medicamentos prescritos, a automedicação entre os brasileiros tem um percentual muito alto com relação ao normal, podendo causar graves danos ao organismo.


Uma pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), por meio do Instituto Datafolha, constatou que a automedicação é um hábito comum a 77% dos brasileiros que fizeram uso de medicamentos.


Quais as possíveis complicações que podem trazer a saúde?


Todo tipo de medicação possui efeitos colaterais, e quando ingerido de forma incorreta ou em excesso, pode causar malefícios ao organismo, mantenha-se atento às possíveis complicações que podem causar:


Intoxicação – A intoxicação medicamentosa pode ocorrer devido a ingestão de altas doses de medicamentos ou pela administração conjunta de outros medicamentos, resultando a interação tóxica, precisando de atendimento médico urgente em caso da aparição dos sintomas típicos como convulsões, sonolência, vômitos, diarreia entre outros.


Interação medicamentosa – é o quadro em que o medicamento tem os efeitos alterados quando há presença de outro medicamento agindo no organismo, podendo prejudicar o tratamento ou até anular o efeito do remédio.


Alívio dos sintomas que mascara o diagnóstico correto da doença - usar remédios para aliviar imediatamente dor e mal-estar pode esconder a real causa daqueles sintomas. Dessa forma, a doença não é tratada corretamente e pode se agravar.


Reação alérgica - ingerir medicamentos que não foram prescritos por um profissional da saúde pode causar reações não esperadas no organismo, causando uma reação.


Dependência - algumas substâncias proporcionam mais chances de vício quando tomadas em doses incorretas e por tempo além do indicado por um profissional qualificado.


Resistência a medicamentos - o uso equivocado de um remédio pode facilitar o aumento da resistência do organismo àquela substância. No caso dos antibióticos, por exemplo, pode prejudicar a eficácia de tratamentos em infecções futuras.



Antes de ingerir qualquer tipo de medicamento, o ideal é sempre consultar um especialista e não tomar remédios sem prescrição médica, mesmo que já tenha tomado uma vez na vida.


Através do Auxílio Plano de Assistência e Cuidado Pessoal o colaborador tem acesso ao Benefício Telemedicina oferecido pelo nosso parceiro TEM Saúde. Ele disponibiliza o serviço de agendamento de Teleconsulta na especialidade de Clínico Geral com encaminhamento para outras especialidades.


Além do Benefício Telemedicina, o trabalhador também tem acesso ao Benefício Orientação Farmacêutica oferecido pelo nosso parceiro Epharma. Ele fornece aos trabalhadores a possibilidade de entrar em contato para obter instruções sobre o melhor uso de medicamentos.


Auxílio Plano de Assistência e Cuidado Pessoal, são as empresas e entidades trabalhando juntas por mais qualidade de vida para todos os trabalhadores.


Trabalhador, fale com o RH na sua empresa e confira se a sua convenção lhe dá direito a esses benefícios ou ente em contato com a gente através da nossa central de relacionamento.


Fonte: crfsp.org.br


Tudo de bem para você.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page